Inclusão no calendário oficial, verbas da Educação e ações jurídicas visam incrementar o setor

Imprimir
Publicado em Sábado, 14 Janeiro 2012 Escrito por admin

Cubatão retoma a partir de agora o objetivo de se tornar capital estadual das bandas e fanfarras. Além da organização do 7º Encontro Técnico da Afaban e de um concurso municipal para o setor, deverá oficializar o evento no calendário municipal, e incrementar a participação dessa atividade no contexto dos currículos escolares de tempo integral, com apoio através de recursos da Secretaria Municipal da Educação (Seduc). Essas definições foram tomadas durante encontro na Prefeitura entre a prefeita Marcia Rosa e o presidente da Associação de Fanfarras e Bandas da Baixada Santista, Litoral Sul e Vale do Ribeira (Afaban), Luiz Carlos Ferreira de Araújo.

Participaram também os secretários municipais de Cultura e Turismo, Marilda Canelas; da Educação, Fábio Oliveira Inácio; de Assuntos Jurídicos, José Eduardo Limongi França Guilherme; e de Finanças, Juliano da Silva Goulart. O encontro teve igualmente a participação de outros dirigentes da Afaban e pessoas relacionadas à atividade.

Neste ano, deverá ser promovido o 7º Encontro Técnico da Afaban, quando – a exemplo de anos anteriores – cerca de 4 mil pessoas procedentes de todo o Brasil afluem a Cubatão para troca de experiências, aprendizado de novas técnicas e apresentações artísticas. Foi sugerida pela prefeita a possibilidade de que seja realizado por volta do dia 4 de agosto, que é o Dia Estadual das Bandas. A entidade também promove nos dias 6 a 8 de junho, em Cubatão, o 3º Concurso de Fanfarras e Bandas, a se realizar defronte ao Paço Municipal, com a presença de corporações musicais de diversas cidades paulistas. Já o concurso municipal de bandas e fanfarras poderá ser organizado como um dos eventos da Semana da Música, ao redor da data de 20 de novembro.

Providência importante para a obtenção de apoios estaduais aos encontros do setor, a inclusão do evento no calendário oficial de Cubatão foi solicitada à prefeita, que encarregou a Secretaria de Negócios Jurídicos de elaborar projeto de lei nesse sentido, a ser encaminhado em regime de urgência à Câmara Municipal.

Já com projetos junto ao Ministério da Cultura, através da Lei Rouanet, a Afaban também debateu com a prefeita e os secretários diversos aspectos relacionados à organização dos eventos deste ano, lembrando que está parado há três anos na Assembléia Legislativa o projeto de lei do ex-deputado Marcelo Bueno que visava tornar Cubatão a Capital Estadual das Bandas e Fanfarras. E não é por falta de justificativas para o título, pois o município tem 15 bandas e fanfarras, envolvendo mais de 2.800 jovens da cidade, e já promoveu seis encontros técnicos de caráter nacional. Foram assim tratadas formas de articular politicamente a retomada do projeto e sua votação.

Escolas – Apesar do entrave jurídico para o pagamento de valores mensais continuados aos monitores – eles precisariam ser substituídos a cada três meses, o que inviabilizaria o projeto de formação dos estudantes – a prefeita solicitou estudos sobre soluções legais para a questão, considerando que os monitores precisam ter uma ajuda de custo para as despesas de seu deslocamento aos locais dos concursos, entre outras. Se houver alternativa no âmbito público, ela se comprometeu a encaminhar projeto de lei para eventual convênio que absorva esses monitores. Já estão sendo estudadas também formas de parceria com a iniciativa privada que solucionem a questão.

A Seduc também deverá promover capacitações com diretores e professores sobre o funcionamento de escolas em período integral e disciplinas que se integram nesse período estendido, para conscientizá-los dessa nova visão do ensino, em que as atividades lúdicas e a música fazem parte do plano de ação pedagógica. "Música faz parte da formação dos jovens", destacou a prefeita, determinando ao secretário da Educação que faça um levantamento das necessidades das escolas para a manutenção de suas bandas e fanfarras, promovendo a aquisição – plenamente justificada – dos equipamentos necessários, dentro dos recursos destinados à Educação.

2011 Inclusão no calendário oficial, verbas da Educação e ações jurídicas visam incrementar o setor. Afaban - Associação de Fanfarras e Bandas do Litoral Paulista
Powered by Joomla 1.7 Templates